Cruzeiros marítimos X fluviais – água doce ou salgada?

Em abril, emendei um cruzeiro pelo Danúbio em outro pelo Mediterrâneo com poucos dias de intervalo. Isso se reflete nas dimensões das cabines, na altura do teto e no tamanho de instalações como, por exemplo, a academia e o spa ( que podem ser compactos, minúsculos ou inexistentes ).

Mesmo que crianças e adolescentes sejam bem – vindos a bordo, cruzeiro fluvial é um programa de adulto – e extremamente romântico, por sinal. Isso porque os barcos não costumam ter atrações especiais para elas, que podem ficar entediadas e sofrer com a limitação de espaço. Já os marítimos ( até mesmo os mais sóbrios ) costumam ter clube infantil, comidinhas especiais, piscina com tobogãs ( separa dos adultos ), sala de videogames, discoteca juvenil, monitores incansáveis, cinema, simuladores, etc. Ou seja, o céu é o limite em termos de atrações infantis em alto – mar, especialmente em companhias que focam no público familiar, como a Disney Cruise Line, a Royal Caribbean, a Carnival, entre outras. Em um cruzeiro fluvial, tudo conspira para que você olhe para fora.

Navegando por um rio, a paisagem muda constantemente e é uma delícia contemplá – la tranquilamente do terraço ou pela janela ( e até deitadinho na sua cama, se a cabine tiver uma boa vista ! ). Mas as atrações do interior do navio roubam a cena, a ponto de você esquecer que está navegando em certos momentos. Por isso, comparando cruzeiros de alto nível em rios e mares, os primeiros tentem a ter a gastronomia como um grande diferencial. Sempre lembrando que há exceções e que você também pode ter boas surpresas culinárias nos grandes transatlânticos. Nos fluviais, praticamente não se nota o movimento do barco, a não ser pela vibração do motor em alguns momentos de mais manobra. Para quem tem sérios problemas de cinetose ( o temido enjoo de movimento ), o fluvial é uma aposta mais segura.

Compartilhar

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] Cruzeiros marítimos X fluviais – água doce ou salgada? […]